Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Universe Blast

Universe Blast

É impossível ignorar

... Ou pelo menos devia ser impossível ignorar este facto. Todos os anos são abandonados milhares de animais durante o Verão. Esta fotografia foi tirada em França por um fotógrafo que pretende sensibilizar as pessoas a não abandonarem os animais nas férias. São 140 cães que foram abandonados em 2 dias e abatidos em França.

dogs.jpg

 

Isto passa-se em França mas cá a realidade não é diferente. Há uns anos quando trabalhava numa revista de animais falei com os responsáveis do canil municipal de Lisboa. O responsável na altura disse-me que nos meses de Verão são recolhidos ou mesmo abandonados no canil cerca de 30 animais por dia. Ou seja, ao final de um mês estamos a falar de 900 animais (maioritariamente cães). É duro ter que os eutanasiar, mas percebo que seja muito complicado manter uma estrutura que consiga albergar esta quantidade de animais. 

Ver esta imagem chocou-me! Tinha consciencia da realidade mas ver algo assim não me deixa indiferente.

 

Sempre vivi com animais de companhia fosse, cães, gatos ou aves (não todos ao mesmo tempo). E sempre conheci a realidade do abandono no verão (e fim da época de caça). Perto da casa de campo da família era, e é, comum aparecerem inúmeros cães adandonados, perfeitamente dóceis e de olhar meigo mas ao mesmo tempo perdido sem entederem muito bem o que se passou. Porém era impossível salvar todos.  

Houve um desses cães abandonados que nos deciciu adoptar. O Baltazar era um rafeirola adorável, foi mais um entre tantos cães abandonados que foi deixado no campo. Sim, foi ele que nos escolheu e decidiu dar uma segunda change a uns humanos que acabara de conhecer, apesar dos maus tratos marcados no corpo e ainda muito evidentes que tinha sofrido à mão de uns outros seres humanos. Sempre foi extremanente meigo, dócil e muito bem comportado. Apenas se recusava terminantemente a entrar num carro (porque seria?!) O medo dele de entrar nos carros passou e até passaram a ser um momento que ele gostava quando percebia que ia para a cidade e não ao veterinário. O Baltazar fez parte da família durante 10 anos.

Agora o testemunho canídeo foi passado para a dupla de labradores. E as férias têm que ser marcadas em consenso famíliar para as datas não coincidirem, ou caso coincidam encontrar algum amigo que possa ficar ou eles ou vaga num hotel para cães. Porque um animal de estimação não é um bibelot que quando nos chateamos de o ver, deitamos fora.

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.