Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Universe Blast

Universe Blast

Saudades da Maurícia e do calor do Índico

A maior viagem que fiz, até hoje, foi à Ilha Maurícia (Ilha porque é só uma e não Ilhas Maurícias como costuma aparecer em todo o lado. Não é um arquipélago é apenas uma ilha...). A Ilha Maurícia fica no Oceano Índico relativamente próxima a Madagáscar, mas muito mais pequena e sem lémures. A deambular pela net, encontrei este blog e as fotografias (que partilho algumas) reavivarem as memórias.

mauricia01.jpg 

Lembro-me de sair do avião de madrugada e sentir o ar quente e húmido e pensar "se isto é assim às 5h da manhã, durante o dia deve ser impossível." A verdade é que quase não há amplitude térmica e rapidamente me habituei à temperatura e humidade. O resort ficava um pouco longe do aeroporto o que permitiu atravaessar quanse toda a ilha. A vegetação é essencial composta por palmeiras, bananeiras, uma imensidão de plantações de cana de açúcar, que se estedem até onde a vista alcança.

mauricia04.jpg

Não me recordo do nome do resort onde fiquei, mas lembro-me dos jardins luxuriantes que o rodeavam e a arquitectura cuidada tipo colonial. A areia branca e macia quase ao sair do quarto, a água do mar azul turquesa mais quente que a das piscinas do hotel, são das melhores experiências de férias de sempre. Dolce fare niente.

mauricia03.jpg 

Depois de descansar, muito, fui visitiar a capital, Port Louis. Aqui há um misto de culturas, religiões e etnias. Indianos, africanos, chineses, franceses, portugueses, ingleses. Todos eles passaram pela Maurícia e deixaram o seu cunho. A cidade tem uma zona mais moderna com edíficios recentes, uma marina e centros comerciais para turistas. Mas claro que a melhor parte é ver o mercado local onde os habitantes estão, com as suas cores, cheiros e singularidades.

mauricia02.jpg

mauricia08.jpg

mauricia09.jpg

No caminho para a cidade e o regresso lembro-me da guia nos explicar que a maioria da população era de religão Hindu e as suas casas eram  facilmente identificáveis, pelas bandeiras vermelhas que saúdam os visitantes ou pelas estátuas das divindades nos jardins. 

mauricia05.jpg

mauricia06.jpg

No Jardim Botanico fiquei fascinada pelos Lirios de àgua gigantes e o cheiro da caneleira quando me aproximei dela.

1-mauritius-botanical-garden.jpg

Pamplemousse-Botanical-Gardens.jpg

botanical-garden.jpg

9-jpg.jpg

20140220065146-133975f2.jpg

 3-ssr-botanical-garden-mauritius.jpg

6-ssr-jardin-ile-maurice.jpg

8-botanical-garden-mauritius.jpg

 Bom... Ver estas imagens não sei se matou saudades ou se me deu mais vontade de voltar lá...

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.